Notícias

Concentração da Vela será fora da vila do Pan


    (08/05/07)  

Estão definidas as primeiras equipes brasileiras que ocuparão a Vila dos Jogos Pan-americanos Rio 2007. Os atletas de natação e beisebol do Brasil entram na Vila no dia 5 de julho, dois dias após a abertura oficial da casa dos atletas nos Jogos, marcada para o dia 3. Antes deles, no dia 28 de junho, apenas o pessoal administrativo da Missão Brasileira entrará na Vila para preparar os prédios 15, 16 e 17 (Santo Domingo, Cali e Caracas) para a delegação brasileira.

O calendário de chegada das equipes na Vila Pan-americana foi feito levando em consideração as datas de competições dessas modalidades. As únicas equipes brasileiras que não ficarão na Vila Pan-americana são triatlo (Hotel Miramar), vôlei de praia (Leme Palace) e vela (Hotel Glória).

A Missão Brasileira e os departamentos técnicos das Confederações dessas modalidades preferiram deixar os atletas mais próximos ao local de competição dos Jogos. Triatlo e vôlei de praia serão disputados na Praia de Copacabana e a vela na Marina da Glória. Nesses hotéis nós iremos montar uma extensão dos serviços oferecidos na Vila, como atendimento médico e transporte, por exemplo, disse José Roberto Perillier.

Na parte da tarde, os chefes de equipes realizaram visitas à Vila Pan-americana e ao local de competição de suas modalidades. Eu não imaginava que a Vila Pan-americana fosse tão boa, fiquei muito impressionado. É uma estrutura grandiosa que possibilitará que os atletas dêem o melhor, sem preocupações, disse o chefe da equipe de futsal, Reinaldo Simões. Pelo que pude perceber na reunião, não vai faltar nada aos atletas do Brasil, completou Simões.

Até o momento, a estimativa é para que a delegação brasileira tenha 963 integrantes, sendo 688 atletas. Para o chefe da Missão Brasileira, esta foi a melhor preparação da História do Brasil para uma edição de Jogos Pan-americanos. Graças aos recursos da Lei Agnelo / Piva foi possível realizar tudo o que foi programado: viagens internacionais para as equipes, compra de equipamentos, contratação de técnicos estrangeiros, entre outras ações. Esperamos a melhor participação possível, disse Marcus Vinícius Freire.

Fonte: COB / Náutica Brasil / www.boia1.com.br