Notícias

Scheidt lamenta erros e perda da liderança


    (06/02/07)  

Ao lado: Robert Scheidt

O multicampeão Robert Scheidt não teve um bom desempenho nas regatas desta segunda-feira (5) no Pré-Pan de Vela, competição que apontará os representantes brasileiros nos Jogos Pan-Americanos de 2007, disputado na Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro. O velejador, que compete na classe laser, ficou em quarto lugar na primeira regata do dia, e em terceiro na segunda.

O vencedor das duas regatas do dia foi o catarinense Bruno Fortes, que asumiu a liderança da competição, com sete pontos perdidos. Já Scheidt, que tinha vencido duas vezes no domingo, caiu agora para o segundo lugar, com nove pontos.

Foi mais um dia de sol no Rio de Janeiro, com ventos médios para fortes, entre sete e quinze nós. Apesar da boa condição da raia, o octacampeão mundial de Laser teve dificuldades com seus adversários diretos. Além de Bruno Fontes, Eduardo Couto e André Streppel também tiveram bons resultados. Couto fez terceiro e segundo e agora tem 14 pontos perdidos, na terceira colocação geral. Streppel fez segundo e quarto e também tem 14 pontos perdidos, em quarto lugar.

Não foi um dia bom. Recebi uma penalidade, um 720, que não entendi e cometi erros. A competição está só começando e este equilíbrio já era esperado, disse Robert, referindo-se à punição que tomou ao tentar tirar lixo da quilha e, conseqüentemente, por ter de inclinar bastante o barco.

Quanto aos erros, ele citou um cometido na segunda regata do dia, quando optou por um percurso para o lado de Niterói. Estava na frente e por causa da correnteza fui perdendo rendimento. Acabei ficando uns cem metros atrás dos líderes.

Robert, que foi se explicar aos árbitros logo após a segunda regata, disse que a situação poderia ter sido até pior. A punição que tomei me deixou em décimo lugar e tive de fazer uma prova de recuperação. Consegui chegar em quarto, o que foi bom, diante das circunstâncias, acrescentou o atleta.

O Pré-Pan de Vela prossegue até domingo, no Iate Clube do Rio de Janeiro. Além da Laser, estão em disputas vagas no Laser Radial (feminino), Sunfish, Snipe, Hobie Cat 16, Lightning, J/24 e RS:X (masculino e feminino).

Após dedicar-se durante toda a temporada de 2006 ao Star, fazendo dupla com o proeiro Bruno Prada, Scheidt, de 33 anos, concentra-se neste início de 2007 novamente no Laser, barco com o qual conquistou o bicampeonato olímpico, o tricampeonato pan-americano e o octocampeonato mundial.

Na Star, Robert e Prada conquistaram o vice-campeão mundial em San Francisco, nos Estados Unidos, os campeonatos brasileiro e sul-americano, além do vice na Semana de Kiel e no Europeu, ambos na Alemanha. Esses resultados levaram a dupla ao topo do ranking mundial da Federação Internacional de Vela (ISAF).
Fonte: BVC / www.boia1.com.br